AP Photo/Andrew Medichini
AP Photo/Andrew Medichini

Papa demonstra preocupação com Afeganistão e pede diálogo para que população possa viver em paz

"Peço a vocês que rezem comigo ao Deus da paz para que o barulho das armas cesse e soluções possam ser encontradas em uma mesa de diálogo”, disse neste domingo

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2021 | 08h33

VATICANO - O Papa Francisco expressou preocupação neste domingo, 15, com a situação no Afeganistão, onde o Taleban conquistou grande parte do país, e pediu que as armas cessassem fogo e que fosse aberto um diálogo para que a população afegã possa viver em paz novamente.

“Eu me junto à preocupação unânime sobre a situação no Afeganistão. Peço a vocês que rezem comigo ao Deus da paz para que o barulho das armas cesse e soluções possam ser encontradas em uma mesa de diálogo”, disse o Papa Francisco durante a conclusão da oração do Angelus na Praça de São Pedro, no Vaticano. 

“Só assim a população martirizada daquele país — homens, mulheres, idosos e crianças — pode voltar para suas casas e viver em paz e segurança em pleno respeito recíproco”, acrescentou o Papa.

O Taleban alcançou neste fim de semana os arredores de Cabul, capital do Afeganistão, onde o governo reconheceu que "foram disparados tiros", embora os insurgentes digam que não entrarão à força na capital e estejam negociando uma transição de poder.

Neste domingo, o grupo aumentou para 26 as capitais regionais capturadas em pouco mais de uma semana, com a anexação do sudeste de Gardiz, centro de Nilli e leste de Jalalabad, a quinta maior cidade do Afeganistão. /EFE e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.