Papa denuncia "horror e desespero" no Oriente Médio

Em sua tradicional mensagem de Páscoa, o papa João Paulo II fez hoje um apelo à paz e denunciou a série de conflitos que "têm levado horror e desespero" ao Oriente Médio. Da Basílica de São Pedro, ele exortou os fiéis em todo mundo a "trabalhar pela paz" de modo a pôr fim à "espiral de abuso de poder e mortes" na Terra Santa. "Denúncias devem ser seguidas de ações práticas de solidariedade, que ajudarão todos a redescobrir o respeito mútuo e a retomar a franca negociação", disse o pontífice.Apesar das fortes dores no joelho, decorrentes da artrose, o papa apareceu em melhor forma que no início desta semana, que marca uma redução drástica de suas atividades em 23 anos de papado. Conforme o jornal italiano Il Messaggero, em sua edição de hoje, o papa deve ter seu joelho operado na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.