Papa deve receber Blair no sábado

O premier britânico, Tony Blair, será recebido no sábado pelo papa João Paulo II em audiência privada, após a cúpula ítalo-britânica prevista para sexta-feira em Roma, indicaram hoje meios de comunicação em Londres. No entanto, o porta-voz do primeiro-ministro britânico não confirmou a audiência do sábado: "Não fazemos comentários sobre as viagens do primeiro-ministro. Os compromissos deste fim de semana são privados". Blair, um anglicano praticante, é casado com uma católica e assíduo freqüentador de serviços religiosos em igrejas católicas. O premier britânico se reunirá com seu colega italiano, Silvio Berlusconi, na sexta-feira, em Villa Madama, uma residência oficial localizada em uma das sete colinas da capital italiana. O governo da Itália é, entre os países europeus, um dos mais próximos da aliança anglo-americana para a crise com o Iraque. O papa pediu a Bagdá compromissos concretos que demonstrem sua disposição em respeitar as resoluções da ONU, durante uma reunião que manteve na sexta-feira passada, no Vaticano, com o vice-primeiro-ministro iraquiano, Tarek Aziz. O Vaticano, que há semanas vem manifestando sua oposição a um ataque militar "preventivo" contra o Iraque, desenvolve uma intensa atividade diplomática, que incluiu o envio do cardeal Roger Etchegaray a Bagdá e uma aproximação a Kofin Annan, secretário-geral da ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.