Papa divulga documento oficial via e-mail

Pela primeira vez na história, o papa João Paulo II usará a Internet para tornar público um documento oficial da Igreja. Numa cerimônia marcada para amanhã, na Sala Clementina do Palácio Apostólico, ele pressionará o botão de um computador do Vaticano, enviando cópias de sua exortação apostólica ?Ecclesia in Oceania? (A Igreja na Oceania) para todos os bispos daquela região do Pacífico. A exortação contém as principais conclusões do sínodo dos bispos da Oceania, realizado no Vaticano em 1998. Normalmente, o papa entrega esse tipo de documento pessoalmente, numa visita ao continente. Agora, o único trabalho do pontífice, de 81 anos, será apertar o botão e deixar que a Internet se encarregue do trabalho. A idéia é facilitar a comunicação na região da Oceania, que inclui a Austrália, a Nova Zelândia e uma série de ilhas espalhadas por uma extensa região do Pacífico. O papa também quer demonstrar a abertura da Igreja para o uso de novas formas de comunicação. De acordo com um porta-voz do Vaticano, a idéia não é economizar dinheiro nem papel, pois os bispos também receberão cópias impressas do documento. Segundo a Rádio Vaticano, o uso da Internet também servirá para lembrar o papel que ela teve na preparação do documento, quando os bispos de regiões distantes usavam e-mails para se comunicar. Há tempos a Internet faz parte da vida do Vaticano, que possui seu próprio site. Mas essa é a primeira vez que o secular ritual da divulgação de um texto pontifício se faz via e-mail.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.