Papa diz que AL deve passar por ´uma nova evangelização´

O Papa Bento XVI disse neste sábado que "se vê a necessidade urgente de uma nova evangelização" na América Latina que impulsione "o aprofundamento nos valores" da fé.O Papa recebeu em uma audiência os participantes da reunião plenária da Comissão Pontifícia para a América Latina, aos quais disse que os homens e mulheres desta região "têm uma grande sede de Deus".A Igreja enfrenta "grandes desafios" na América Latina, entre eles a mudança cultural, os fluxos migratórios, o reaparecimento de dúvidas sobre como os povos devem assumir sua memória histórica e seu futuro democrático, a globalização, a secularização, a pobreza crescente, a violência e o narcotráfico, declarou.Antes de tudo isto, "se vê a necessidade urgente de uma nova evangelização, que nos impulsione a aprofundar os valores de nossa fé, para que seja o elemento vivificador e configure a identidade destes povos amados que um dia receberam a luz do Evangelho", declarou.Bento XVI afirmou ainda que inaugurará, em maio no Brasil, a 5ª Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe, que está convocada a dar um "renovado impulso à evangelização nesta vasta região do mundo eminentemente católica, na qual vive uma grande parte da comunidade dos crentes".Para o Papa, é necessário "proclamar integralmente a Mensagem da Salvação, que chegue a impregnar as raízes da cultura e se encarne no momento histórico latino-americano atual, para responder melhor a suas necessidades e legítimas aspirações".A 5ª Conferência Geral "há de estimular com que todo cristão se torne um verdadeiro discípulo de Jesus Cristo, enviado por ele como Apóstolo".Segundo o Papa, seu antecessor, João Paulo II, disse que Jesus Cristo é "a resposta definitiva à pergunta sobre o sentido da vida e às dúvidas fundamentais que hoje também assediam muitos homens e mulheres do continente americano".Para o futuro da Igreja na América Latina e no Caribe "é importante" que os cristãos aprofundem e assumam o estilo de vida próprio dos discípulos de Jesus: "simples e alegre, com uma fé sólida arraigada no mais íntimo de seu coração e alimentada pela oração e pelos sacramentos", afirmou Bento XVI.A Comissão Pontifícia para a América Latina analisa o tema da família e da educação cristã nesta região, assunto "em consonância com o inesquecível Encontro Mundial das Famílias", no último verão na cidade espanhola de Valência, que o Papa recordou como um "lindo acontecimento".Bento XVI disse que a família cristã é o local "privilegiado para viver e transmitir a fé e as virtudes", onde "se protege o patrimônio da fé" e no qual os filhos "recebem o dom da vida, se sentem amados assim como são e aprendem os valores que lhes ajudarão a viver como filhos de Deus".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.