Papa diz que diálogo é a única solução para o Oriente Médio

Citando o Iraque e a TerraSanta, o papa João Paulo Segundo exortou hoje o mundo a deixar de recorrer à violência em momentos de disputas, e advertiu que a única forma de se encontrar a paz é através danegociação. No discurso de aceitação das cartas credenciais da nova embaixadora do Egito ante a Santa Sé, ele clamou pela paz em nome das vítimas inocentes.O papa falou em particular do Iraque, "onde o retorno da paz civil parece ser tão difícil de estabelecer", e a Israel e Palestina, "essa Terra Santa, desfigurada por um conflito semfim, que se nutre de ódio e de desejos de vingança recíproca". A violência "não produz nada de bom, apenas ódio, destruição emorte", continuou. "Mais uma vez exorto a comunidade internacional a assumir sua responsabilidade, favorecer oretorno à razão e à negociação, a única solução possível para conflitos entre homens, porque todos os povos têm o direito deviver em serenidade e paz".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.