Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Papa Francisco na Praça de São Pedro, no Vaticano, no dia 26/8/15. Foto: REUTERS/Max Rossi
Papa Francisco na Praça de São Pedro, no Vaticano, no dia 26/8/15. Foto: REUTERS/Max Rossi

Papa diz que sonhava ser açougueiro quando era menino

Ele fez o comentário em uma entrevista ao Straatnieuws, um jornal holandês escrito e dedicado a moradores de rua

O Estado de S. Paulo

06 de novembro de 2015 | 17h00

CIDADE DO VATICANO - O papa Francisco, que se comprometeu a reformar a Igreja Católica, tornando-a mais despojada e simples, revelou que, quando era criança, queria ser açougueiro. Ele fez o comentário em uma entrevista ao Straatnieuws, um jornal holandês escrito e dedicado a moradores de rua.

Indagado se já sonhava em se tornar papa quando era jovem, Francisco lembrou que ia às compras em um mercado local com sua mãe e sua avó com frequência. “Vou contar um segredo a vocês”, disse. “Eu era bem pequeno. Tinha 4 anos. Uma vez me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse e eu respondi: ‘açougueiro’”.

Desde sua eleição em 2013 como primeiro papa não-europeu em 1,3 mil anos, Francisco enfatizou que quer uma igreja que seja pobre e para os pobres. Ele exortou os líderes católicos a viver vidas mais simples e deu o exemplo trocando os espaçosos apartamentos papais por uma pequena suíte na casa de hóspedes do Vaticano.

Francisco afirmou ao jornal que não teria conseguido morar nos apartamentos papais, que ele disse serem grandes, mas não luxuosos, “simplesmente por razões mentais”. “Significaria ficar isolado... este lugar me faz bem porque me sinto livre”, afirmou, acrescentando que seu estilo de vida atual faz o Vaticano se parecer “menos com uma gaiola dourada”.

“Sinto falta das ruas”, confessou ele aos entrevistadores, mas declinou seu convite para sair do Vaticano e comer uma pizza – algo que, em uma entrevista anterior, ele admitiu sentir saudade de poder fazer. / REUTERS 

Tudo o que sabemos sobre:
Papa FranciscoVaticano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.