Papa envia pedido de paz a Bush

O cardeal Pio Laghi, que partiu nesta segunda-feira para os Estados Unidos com uma mensagem pessoal do papaJoão Paulo II ao presidente George W. Bush, mostrou-seesperançoso de "estabelecer um diálogo" com o presidenteamericano. "Me reunirei com Bush não com a cabeça inclinada, mas simcom o coração aberto, e lhe direi que todos estamos comprometidoscom a paz, através também das orações e do sacrifício", afirmouo cardeal. Laghi, que foi núncio na Argentina durante a última ditaduramilitar, e em Washington, além de observador do Vaticano na ONU,afirmou que partia colocando-se "nas mãos de Deus, com oespírito de grande confiança". Laghi é amigo da família Bush, em particular do pai do atualpresidente, com o qual manteve estreitos vínculos durante suapermanência nos Estados Unidos.A mensagem pessoal do papa, escrita no sábado ao presidenteBush, expressa a preocupação do pontífice com uma eventual guerrano Iraque e a posição da Santa Sé em favor da paz e dodesarmamento. "Espero estabelecer um diálogo com Bush. Alguns dizem que aguerra já está em curso, mas nós não cremos nisso", afirmouLaghi no aeroporto de Roma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.