Papa faz novo apelo para evitar "noite tenebrosa"

O papa João Paulo II reiterou hoje seu apelo para que "predominem as vias da justiça e da paz" na política internacional a ser adotada em seguida aos ataques terroristas ocorridos em Nova York e Washington, na semana passada. Citando o salmo 56, o papa falou de "uma noite tenebrosa, dentro da qual aparecem feras vorazes". Comentando as palavras bíblicas, o pontífice explicou que "o que reza espera que surja a aurora para que a luz vença a escuridão e os medos". Durante a audiência geral desta quarta-feira na Praça de São Pedro, João Paulo II fez mais um apelo - o quarto nestes últimos dias -, dirigindo-se diretamente em inglês a um grupo de cerca de 400 fiéis norte-americanos. "Convido-os a rezar neste dias para que Deus onipotente guie as mentes e os corações dos líderes do mundo, para que possam predominar as vias da justiça e da paz. Sobre vocês e suas famílias invoco abundantes bênçãos divinas", disse o papa. As palavras do pontífice foram recebidas com um caloroso aplauso das cerca de 12.000 pessoas que ocupavam a praça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.