Photo by Vincenzo PINTO / AFP
Photo by Vincenzo PINTO / AFP

Papa faz oração pelo fim da pandemia de coronavírus, em Praça São Pedro vazia

Pontífice realizou uma oração especial em frente ao 'crucifixo milagroso', deslocado para o Vaticano

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2020 | 15h14

VATICANO — O papa Francisco realizou uma oração especial pelo fim da pandemia do novo coronavírus nesta sexta-feira, 27. A celebração ocorreu em uma Praça São Pedro isolada e bloqueada para fieis.

O papa rezou diante do "Crucifixo Milagroso", que foi levado para a Praça São Pedro, no Vaticano, onde ficará exposto por tempo indeterminado.

Segundo a tradição, o "Crucifixo Milagroso" é “objeto de profunda veneração pelos fiéis de Roma” desde 1519, quando permaneceu ileso em um grande incêndio que destruiu a Igreja de São Marcello no Corso, em Roma.

Francisco fez a oração diante da praça vazia na Basílica de São Pedro, no topo da escadaria em frente à fachada da Igreja.

A iniciativa havia sido anunciada pelo papa no domingo, durante o Angelus, quando ele disse: "Convido todos a participar espiritualmente através dos meios de comunicação".

A cerimônia foi transmitida ao vivo para o mundo pela Vatican Media e pôde ser acompanhada em vários idiomas pelo site oficial, pelo Facebook Live e pelo YouTube.

O pontífice fez leituras das Escrituras, orações de súplica e adoração ao Santíssimo Sacramento, e concluiu dando a bênção “Urbi et orbi”.

No dia 15 de março, em meio a pandemia que assola o mundo, o pontífice também esteve diante do "Crucifixo Milagroso", e também fez uma oração especial pelo fim dos casos da Covid-19.

Pior dia da pandemia na Itália

O Ministério da Saúde da Itália registrou ao menos 969 mortes por causa do coronavírus na quinta-feira, 26, o maior número desde o início da epidemia no país, e um aumento de 11,9% em relação ao dia anterior (quarta-feira, 25).

O balanço divulgado nesta sexta-feira, 27, mostra que, no total, desde o início da epidemia, o país contabiliza 9.134 mortos. Ao menos 86.498 pessoas contraíram o vírus Sars-CoV-2 no país, 5.959 casos a mais do que na quarta-feira, 25, um crescimento de 7,4%./ AFP e REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.