Thein Zaw/AP
Thein Zaw/AP

Papa Francisco inicia viagem a Mianmar e Bangladesh

O pontífice realiza sua 21ª viagem internacional; ele retornará para Roma somente no dia 2 de dezembro

O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2017 | 04h20
Atualizado 27 Novembro 2017 | 12h56

RANGUM, MIANMAR - O papa Francisco iniciou nesta segunda-feira, 27, sua viagem a Mianmar e Bangladesh, onde permanecerá até 2 de dezembro e na qual manterá reuniões inter-religiosas com o cenário de fundo da dura perseguição e o drama vivido pela minoria muçulmana dos rohingyas.

+++ Papa Francisco faz oração por tripulantes de submarino desaparecido na Argentina

O Airbus A330 da companhia italiana Alitalia decolou do aeroporto romano de Fiumicino às 22h10 hora italiana (19h10, em Brasília) com a delegação vaticana e 69 jornalistas a bordo.

Entre os membros da Cúria que o acompanham está o secretário de Estado, o cardeal Pietro Parolin, e o prefeito regional da Congregação para a Evangelização dos Povos, o cardeal Fernando Filoni, assim como um empregado da tipografia vaticana que foi escolhido para fazer parte da delegação.

Está previsto que o avião aterrisse em Rangum na segunda-feira, 27, às 13h30 hora birmanesa (4h, em Brasília) e depois o papa se transferirá à sede do arcebispado para descansar.

Embora não esteja previsto nada na agenda para este dia, o pontífice argentino pode surpreender com uma visita de última hora.

+++ Papa Francisco teme que armas nucleares caiam nas mãos de terroristas

Na terça-feira, Francisco começará sua agenda oficial e se reunirá com o presidente birmanês, Htin Kyaw, e com a vencedora do prêmio Nobel da Paz e chefe de fato do Governo, Aung San Suu Kyi, em Naipyidaw, a capital birmanesa.

Na atual Mianmar, Francisco manterá também reuniões com os budistas e realizará duas missas para a pequena comunidade católica, que não chega a 650 mil pessoas.

Em 30 de novembro, o papa voará para Bangladesh para esta segunda etapa de sua viagem. /EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.