AP Photo/Andrew Medichini
AP Photo/Andrew Medichini

Papa Francisco lamenta mortes e danos causados pelo terremoto no México

Pontífice também afirmou, ao fim de uma missa em Villavicencio, que acompanha as notícias sobre o furacão Irma

Fernanda Simas,ENVIADA ESPECIAL / Bogotá, O Estado de S.Paulo

08 Setembro 2017 | 14h26

Ao final da missa campal em Catama, Villavicencio, nesta sexta-feira, 8, o papa Francisco lamentou as mortes e danos do terremoto no México e do furacão Irma no Caribe. “Minha oração vai aos que perderam a vida”, afirmou o pontífice, citando as mortes e danos materiais causados pelo terremoto de magnitude 8,2 na costa sul do México.

Mais cedo, o presidente Juan Manuel Santos escreveu se solidarizando com o povo mexicano e oferecendo ajuda ao presidente colega Enrique Peña Nieto. Segundo o Serviço Sismológico Nacional do México, o terremoto da noite de quinta foi o maior registrado na história do país. O epicentro do terremoto foi no Pacífico, 87 km ao sudoeste da cidade de Pijijiapan, no Estado de Chiapas, com profundidade de cerca de 69 km. Até agora, ao menos 32 pessoas morreram.

Irma. “Acompanho de perto o desenrolar do furacão Irma que golpeia o Caribe e faz vítimas, além de deixar muitos deslocados”, afirmou Francisco sobre o outro fenômeno natural que deixou um rastro de destruição e segue para o Estado americano da Flórida. Até agora, uma das tempestades mais fortes do Atlântico, o Irma já deixou 14 mortos após passar pelo litoral norte da República Dominicana e do Haiti e assolar as Ilhas Turcas e Caicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.