Reprodução
Reprodução

Papa Francisco não tem planos de se encontrar com Farc, diz porta-voz do Vaticano

Guerrilha solicitou ontem aos bispos colombianos que consigam uma reunião entre o pontífice e negociadores de paz da Colômbia

O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2015 | 08h18

CIDADE DO VATICANO - O porta-voz do Vaticano, padre Ciro Benedettini, disse nesta quarta-feira, 19, que o papa Francisco “não planeja se encontrar com representantes das Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc) em sua agenda de Cuba”.

Ao ser questionado sobre o pedido feito pela guerrilha comunista a respeito de uma reunião com o pontífice, ele garantiu que “na agenda papal para Cuba não há planos de um encontro entre o Santo Padre e representantes das Farc”.

A guerrilha solicitou ontem aos bispos colombianos que consigam que o papa Francisco se reúna com os negociadores de paz da Colômbia durante sua visita a Cuba, que acontecerá em setembro.

O pedido foi feito pela delegação de paz das Farc ao presidente da Conferência Episcopal colombiana, Luis Augusto Castro, durante um encontro em Havana, segundo informações divulgadas em seu blog.

O papa Francisco visitará Cuba entre os dias 19 e 22 de setembro como parte de uma viagem aos EUA. O governo colombiano e as Farc negociam desde 2012 um acordo de paz para colocar fim ao conflito armado que dura meio século e já deixou cerca de 220 mil mortos. /AFP


Tudo o que sabemos sobre:
papa FranciscoIgrejaColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.