EFE/EPA/TIZIANA FABI
EFE/EPA/TIZIANA FABI

Papa Francisco parabeniza Macron e pede que novo presidente trabalhe por ‘uma sociedade mais justa’

Em telegrama, pontífice também pediu que mandatário francês dê ‘atenção às pessoas em situações precárias e excluídas’, de forma a contribuir para ‘cooperação e solidariedade entre as nações’

O Estado de S.Paulo

16 Maio 2017 | 10h35

CIDADE DO VATICANO - O papa Francisco felicitou nesta terça-feira, 16, o novo presidente da França, Emmanuel Macron, em um telegrama no qual o convida a trabalhar para "uma sociedade mais justa".

Na mensagem, divulgada pela assessoria de imprensa do Vaticano, o pontífice pede ao novo presidente que respeite "a grande diversidade" do seu país, bem como "a sua herança espiritual marcada pela tradição cristã".

Também pede a Macron que dê continuidade aos esforços "para construir uma sociedade mais justa" e que dê "atenção às pessoas em situações precárias e excluídas", contribuindo para a "cooperação e solidariedade entre as nações".

"Que a França continue a privilegiar na Europa e no mundo a busca pela paz e o bem comum, o respeito pela vida e a defesa da dignidade de cada pessoa e de todos os povos", concluiu Francisco.

A mensagem é muito semelhante à enviada pelo papa Bento XVI em razão da posse do presidente socialista François Hollande, em 2012.

Até o momento, não está prevista uma audiência entre o papa e Macron. Como é tradição desde o século XVI, o presidente francês recebe automaticamente o título de "primeiro e único cônego honorário" da basílica romana de São João de Latrão, e não se exclui uma viagem a Roma para receber a honraria.

Francisco se recusou a comentar as eleições francesas durante sua recente viagem de retorno do Egito e confessou que "não entende" a política francesa e "não sabe de onde vem" Macron. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.