Giuseppe Lami/ EFE
Giuseppe Lami/ EFE

Papa Francisco pede fim da violência na Venezuela e se solidariza com vítimas

Pelo menos 80 pessoas morreram desde o início dos protestos contra o governo, há três meses

Associated Press

02 Julho 2017 | 08h26

O Papa Francisco pediu o fim dos violentos protestos anti-governo na Venezuela e expressou solidariedade com as famílias dos mortos.

Francisco liderou milhares de pessoas em uma oração pela Venezuela no domingo, 2, lembrando que o país vai comemorar aniversário de sua independência na próxima quarta-feira, 5. 

"Eu direciono minhas orações a esta querida nação e expresso minha solidariedade com as famílias que perderam seus filhos nos protestos. Apelo para o fim da violência e para uma solução pacífica e democrática para a crise", disse o Papa.

Pelo menos 80 pessoas foram mortas desde que os protestos contra o governo entraram em erupção há três meses.

O Vaticano patrocinou um diálogo no ano passado que falhou. Recentemente, os bispos venezuelanos viajaram para o Vaticano e informaram Francisco sobre suas críticas à inclinação autoritária do presidente Nicolas Maduro.

Mais conteúdo sobre:
Vaticano Papa Francisco Venezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.