EFE/EPA/GIORGIO ONORATI
EFE/EPA/GIORGIO ONORATI

Papa lembra vítimas de deslizamento de terra na China

"Rezo pelos mortos e os feridos e pelos tantos que perderam a casa. Que Deus reconforte as famílias e apoie os corpos de resgate", diz o pontífice

O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2017 | 10h41

CIDADE DO VATICANO - O papa Francisco lembrou neste domingo, 25, das vítimas do deslizamento de terra ocorrido ontem em uma aldeia de Sichuan, no sudoeste da China, no qual morreram pelo menos 15 pessoas e 93 pessoas permanecem desaparecidas.

"Manifesto minha proximidade à população da aldeia chinesa de Xinmo golpeada ontem pela manhã por um deslizamento causado pelas fortes chuvas", disse o papa aos fiéis congregados na praça de São Pedro após a tradicional oração do Angelus.

"Rezo pelos mortos e os feridos e pelos tantos que perderam a casa. Que Deus reconforte as famílias e apoie os corpos de resgate", acrescentou o pontífice.

A aldeia chinesa ficou sepultada por um deslizamento da parte alta de uma montanha próxima e os serviços de resgate só puderam recuperar 10 corpos até agora, segundo a última contagem oficial.

Pelo menos 62 casas ficaram enterradas enquanto dois quilômetros do curso de um rio e 1.600 metros de uma estrada ficaram sepultados pelas rochas. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaDeus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.