Papa manifesta tristeza por violência "cega" no Oriente Médio

O Vaticano manifestou nesta quarta-feira profunda tristeza com a "violência cega" no Oriente Médio e declarou que o papa Bento XVI estava próximo das vítimas, crianças entre elas, durante suas orações."A Santa Sé acompanha, com profundas apreensão e tristeza, os episódios de crescente violência cega que têm manchado de sangue o solo da Terra Santa nos últimos dias", declarou o porta-voz oficial do Vaticano, Joaquin Navarro-Valls."O santo padre está próximo, especialmente durante suas orações, das vítimas inocentes, de seus familiares, das populações cuja terra é refém de todos aqueles que se enganam ao pensar que podem resolver pela força e unilateralmente os cada vez mais dramáticos problemas da região", dizia a declaração.O Vaticano pediu à comunidade internacional que "acione rapidamente todos os meios necessários para uma respeitosa ajuda humanitária à população palestina" e apelou para que líderes em ambos os lados do conflito "demonstrem respeito pela vida humana, especialmente a de civis indefesos e de crianças".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.