Papa não virá ao Congresso Eucarístico

A Igreja brasileira lamenta que João Paulo II não possa vir ao Brasil, em julho, para o 14º Congresso Eucarístico Nacional, em Campinas (SP), mas entende as razões do Vaticano para vetar a viagem."O Papa já esteve três vezes no País, e não há motivo para exigir dele mais esse sacrifício", disse o cardeal-arcebispo de São Paulo, d.Cláudio Hummes, ao tomar conhecimento da nomeação de um representante papal, o cardeal português Saraiva Martins, para participar do congresso. "Se fosse para ir a Moscou ou a Pequim, não tenho dúvida de que o Papa viajaria de qualquer maneira, apesar de estar idoso e doente", observou d. Cláudio.Segundo o cardeal, João Paulo II sempre manifestou o desejo de visitar a Rússia e a China, mas não conseguiu que as autoridades desses países o convidassem.No caso de Moscou, a oposição não foi do governo civil, como ocorreu na China, mas da Igreja Ortodoxa Russa. D. Cláudio disse que, como João Paulo II já esteve três vezes no Brasil, os católicos têm de render graças a Deus por terem tido esse privilégio."Vamos receber o delegado pontifício (representante do Papa no Congresso Eucarístico) como se fosse ele mesmo", promete o arcebispo.O cardeal Saraiva Martins é o prefeito da Sagrada Congregação para a Causa dos Santos, organismo da Cúria Romana encarregado de examinar os processos de beatificação e canonização dos candidatos a santos. "Quando o Papa esteve no Rio, em 1997, para o 2º Encontro do Papa com as Famílias, eu tive a alegria de recebê-lo como representante do setor família na Comissão Episcopal de Pastoral, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)", lembrou d. Cláudio, referindo-se à terceira viagem de João Paulo II.O Papa já havia visitado o País duas vezes -- a primeira em 1980, e a segunda em 1991. A presidência da CNBB, que convidou oficialmente o Papa para o 14º Congresso Eucarístico Nacional, esperava que ele pudesse participar também da abertura das comemorações do 50º aniversário da entidade.As festividades estão previstas para Itaici, em Indaiatuba, região de Campinas, onde os bispos farão sua assembléia geral anual na véspera do congresso. D. Cláudio anunciou nesta terça-feira a formação de um conselho arquidiocesano de comunicação, de 18 membros, todos ligados aos meios de comunicação e a setores de pastoral da Igreja, para acompanhar, avaliar e projetar a mídia da Arquidiocese de São Paulo, assessorando o Vicariato da Comunicação criado pelo cardeal d. Paulo Evaristo Arns, ex-arcebispo da arquidiocese, atualmente aposentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.