Papa nomeia comissão para investigar abusos na Irlanda

O papa Bento XVI ordenou uma investigação sobre abusos sexuais de menores na Igreja Católica da Irlanda. O Vaticano informou hoje que o pontífice já nomeou os religiosos que vão encabeçar esse trabalho.

AE-AP, Agência Estado

31 Maio 2010 | 14h43

Bento XVI havia prometido a investigação em uma carta em março aos irlandeses, na qual falou do abuso sexual cometido durante décadas por membros da Igreja. Hoje o pontífice pediu à comunidade católica irlandesa que apoie a investigação e a veja como uma oportunidade para a renovação.

O Vaticano também anunciou hoje que o papa aceitou a renúncia do arcebispo Richard Burke, que havia liderado a diocese de Ciudad Benin, na Nigéria. Burke é acusado de manter uma relação de 20 anos com uma mulher, iniciada quando ela tinha 14 anos. A investigação na Irlanda deve começar no último trimestre do ano e vai apurar o modo como os casos de abuso foram investigados e também como a assistência às vítimas foi feita.

Os nove investigadores - ou "visitantes apostólicos", na linguagem do Vaticano - vão examinar os procedimentos existentes para prevenir abusos e buscarão formas de melhorá-los. O Vaticano disse que a investigação tem como meta ajudar os bispos, o clero e os fiéis a responder aos "trágicos casos" de abusos e "contribuir para a desejada renovação moral e espiritual que já é buscada pela Igreja na Irlanda".

Mais conteúdo sobre:
igreja abusos papa comissão Irlanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.