Papa pede a atacantes que "abandonem os caminhos do ódio"

O papa João Paulo II enviou suas condolências às Nações Unidas e às famílias das vítimas do atentado contra a sede da ONU em Bagdá e pediu a todos os envolvidos em ações de violência que ?abandonem os caminhos do ódio?. Em uma carta ao secretário-geral da ONU, Kofi Annan, enviada pelo secretário de Estado do Vaticano, o pontífice ofereceu suas orações para as vítimas e invocou para que Deus ?conforte os que sofrem neste momento de trágicas perdas?. ?Implorando a todos os envolvidos em perpetrar atos de violência que abandonem os caminhos do ódio, Sua Santidade ora para que o caminho da reconciliação prevaleça e que o povo do Iraque possa conhecer uma nova era de paz, justiça social e harmonia?, disse a carta.Dezenas de funcionários da ONU e iraquianos morreram na explosão, incluindo o chefe da missão da organização no Iraque, o brasileiro Sérgio Vieira de Mello.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.