Papa pede a fiéis que mostrem com força sua identidade cristã

O papa Bento XVI pediu nesta quarta-feira aos 35 mil fiéis que assistiram à audiência pública realizada na praça São Pedro que usem o diálogo, mas que também "evidenciem com força" as linhas mestras de sua identidade cristã.Bento XVI afirmou que o Concílio Vaticano II ensina aos católicos "a via da indulgência e do diálogo, um caminho seguido com firme constância", mas que isso não pode significar o esquecimento do "dever de evidenciar sempre com a mesma força as linhas mestras e irrenunciáveis de nossa identidade cristã".O papa disse aos fiéis que "a identidade cristã, que não é apenas cultural, requer a força, a clareza e a coragem da provocação próprias da fé".O papa fez o pedido após explicar uma das Cartas do Novo Testamento, atribuídas a São Judas Tadeu."Com palavras fortes e polêmicas às quais hoje não estamos acostumados, (São Judas) alerta os cristãos diante dos que tentam fazer divisões dentro da Igreja", comentou o Sumo Pontífice.Entre os episódios da vida de São Judas Tadeu, o papa destacou o comentário que fez a Jesus na Última Ceia, quando perguntou: "Por que revelas teus segredos a nós e não ao mundo?". A resposta foi "uma afirmação importante de que a plena manifestação de Jesus não é exterior, mas interior, e está condicionada ao amor do discípulo", afirmou Bento XVI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.