Papa pede a sacerdotes equilíbrio entre contemplação e ação

O papa Bento 16 frisou aos sacerdotes que eles devem manter "uma síntese equilibrada entre contemplação e ação" em suas vidas, citando como exemplo a figura de São Gregório Magno, em sua dimensão "pastoral e civil".O papa fez estas declarações antes da tradicional reza dominical do Ângelus, realizada no Palácio Apostólico de Castelgandolfo, cerca de 30 quilômetros ao sul de Roma, onde passa o último período de suas férias de verão.Neste domingo, dia de São Gregório Magno, o Pontífice destacou que este foi um exemplo "tanto para os pastores da Igreja como para os administradores públicos", por sua "capacidade administrativa e sua integridade moral".Ao relembrar brevemente a vida do santo, Bento 16 afirmou que, com visão de futuro "profética", Gregório Magno "intuiu que uma nova civilização estava nascendo do encontro entre a herança romana e os povos denominados ´bárbaros´, graças à força de coesão e de elevação moral do Cristianismo".O Pontífice frisou que "a vida do pastor de almas deve ser uma síntese equilibrada entre contemplação e ação", como a de São Gregório. Além disso, pediu que as doutrinas do santo sejam seguidas tanto "pelos pastores da Igreja" como "pelos responsáveis pelas instituições civis".Ao término do Ângelus, o Papa cumprimentou os peregrinos em diferentes idiomas e lembrou que no próximo sábado iniciará uma viagem de seis dias à Baviera, na Alemanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.