Papa pede ajuda a países atingidos pelo tufão Morakot

Meu pensamento está com as vítimas, diz papa, sobre tempestade que já matou 103 em Taiwan

Efe,

12 de agosto de 2009 | 10h59

O papa Bento XVI fez hoje um apelo à comunidade internacional para que ajude os povos da Ásia atingidos pelo tufão "Morakot" e pelo terremoto que sacudiu o Japão nesta terça-feira. O tufão já deixou 103 mortos no país. Ao menos 61 pessoas estão desaparecidas.

Veja também:

link Resgate encontra 970 sobreviventes em aldeias em Taiwan

Na audiência pública que celebrou diante de milhares de pessoas no pátio central do Palácio Apostólico dos papas em Castelgandolfo, a 30 quilômetros de Roma, o pontífice manifestou seu pesar e sua solidariedade às vítimas e desabrigados por ambos os fenômenos.

"Meu pensamento está com os vários povoados atingidos pela  violência do tufão nas Filipinas, em Taiwan, em algumas províncias da China e no Japão, país este também sacudido por um forte terremoto", afirmou o papa. Bento XVI fez votos "para que não faltem o alívio da solidariedade e as ajudas materiais".

Tudo o que sabemos sobre:
papaBento XVItufãoMorakotTaiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.