Papa pede calma à Venezuela

O papa João Paulo II pediu nesta quarta-feira calma à Venezuela diante do aumento da violência durante a greve nacional que teve início na última segunda-feira. Segundo o pontífice, a Venezuela "enfrenta um difícil momento de sua história". O papa rezou pela paz, pela harmonia social e por "uma justiça autêntica, baseada na verdade e na solidariedade".

Agencia Estado,

04 Dezembro 2002 | 16h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.