Papa pede "clima de convivência pacífica na Venezuela"

O papa João Paulo II pediu hoje que seja criado "um clima de convivência pacífica na Venezuela, em que prevaleça o espírito da reconciliação". Após saudar os fiéis presentes hoje à audiência geral semanal, o pontífice disse em espanhol: "Os graves acontecimentos vividos nestes dias passados pelo povo da Venezuela me levam a dirigir um apelo às autoridades e aos cidadãos dessa querida nação". O Santo Padre manifestou sua esperança de que, "deixando de lado toda tentação de revanche ou violência, caminhem todos na Venezuela com espírito de fraternidade, solidariedade e colaboração diante dos objetivos mais elevados de justiça, respeito à legalidade e autêntico progresso para todos". João Paulo se dirigiu aos fiéis em diferentes línguas e agradeceu em espanhol a presença hispano-americana na Praça de São Pedro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.