Papa pede desculpas às vítimas de padres irlandeses pedófilos

Carta é a primeira declaração pública do Vaticano sobre o abuso sexual de menores.

BBC Brasil, BBC

20 de março de 2010 | 08h36

O Papa Bento 16 pediu desculpas às vítimas de abuso sexual de crianças por padres católicos na República da Irlanda.

Essa é a primeira declaração pública do Vaticano sobre o abuso sexual de crianças, que vem sendo cometido há décadas.

Em uma carta aos fiéis irlandeses, ele reconheceu que as vítimas e suas famílias se sentem traídas pela Igreja.

"Vocês sofreram dolorosamente e eu verdadeiramente sinto muito", disse Bento 16.

A carta pastoral foi enviada na sexta-feira, mas seu conteúdo só foi revelado neste sábado durante missas no país.

O documento segue revelações de casos de pedofilia na Igreja Católica irlandesa, que abalaram a instituição.

'Erros sérios'

O papa disse que houve "erros sérios" entre bispos na forma como lidaram com as alegações de pedofilia.

A carta não pede a renúncia de nenhum bispo, mas alguns já se ofereceram para deixar seus postos.

Escândalos envolvendo padres católicos também foram relatados em outros países, incluindo a Alemanha, país natal de Bento 16.

O papa disse que aqueles culpados de abusos devem "responder perante a Deus e aos tribunais propriamente constituídos pelas ações pecadoras e criminais que cometeram".

Bento 16 disse que espera que o documento "ajude no processo de arrependimento, cura e renovação".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.