Papa pede fim de violência na Síria

Em mensagem natalina, Bento 16 pediu ainda retomada de diálogo entre isralenses e palestinos.

BBC Brasil, BBC

25 de dezembro de 2011 | 10h16

O papa Bento 16 usou a sua tradicional mensagem de Dia de Natal para pedir o fim da violência na Síria.

Durante a sua tradiconal mensagem de Natal ''Urbi et Orbi (da cidade para o mundo, em latim), o líder da Igreja Católica afirmou: "Que Deus traga um fim à violência na Síria, onde muito sangue já foi derramado''.

O papa, de 84 anos, clamou pela retomada das negociações de paz entre palestinos e israelenses.

Ele pediu ainda um diálogo político mais aprofundado em Miamá, país governado há décadas por uma junta militar, mas que recentemente promoveu medidas liberalizantes, e por estabilidade no Iraque e no Afeganistão

O papa, de 84 anos, lembrou ainda os refugiados do chamado Chifre da África, que enfrentam fome e privações, e as vítimas de enchentes na Tailândia.

Ele clamou por um diálogo político mais aprofundado em Miamá, país governado há décadas por uma junta militar, mas que recentemente promoveu medidas liberalizantes, e por estabilidade no Iraque e no Afeganistão

No sábado, o sumo-pontífice havia criticado a comercialização do Natal, durante a Missa do Galo.

Pela terceira vez durante o papado de Bento 16, a cerimônia foi realizada antes de seu tradicional horário, a meia-noite, devido à idade avançada do papa. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.