Papa pede fim do tráfico ilegal de armas

Em pronunciamento dominical, Francisco agradeceu a quem se juntou a ele nas 'orações pela paz na Síria'

AE, Agência Estado

08 Setembro 2013 | 14h21

O papa Francisco chamou a atenção neste domingo para o comércio ilegal de armas, dizendo que o desejo de lucrar com isso possivelmente alimenta guerras no mundo. Ele afirmou que quer saber "se esta guerra aqui ou ali é realmente uma guerra ou é uma guerra comercial para vender esses armamentos ou para aumentar o comércio ilegal de armas?" Ele conclamou as pessoas a rejeitar a proliferação de armas e o tráfico ilegal.

O papa Francisco também agradeceu àqueles que se juntaram a ele na noite deste sábado na meditação e nas orações pela paz na Síria. O Vaticano teme que a provável intervenção militar dos Estados Unidos na Síria, em razão do uso de armas químicas pelas forças do presidente Bashar Assad, possa desencadear um conflito mais amplo.

Mais conteúdo sobre:
armastráficopapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.