EFE/EPA/Giorgio Onorati
EFE/EPA/Giorgio Onorati

Papa pede 'moderação e diálogo' após novas tensões em Jerusalém

CIDADE DO VATICANO - O papa Francisco pediu neste domingo, 23, 'moderação e diálogo' após as novas tensões surgidas em Jerusalém em decorrência das novas medidas de segurança impostas por Israel em torno da Esplanada das Mesquitas.

O Estado de S.Paulo

23 Julho 2017 | 08h59

Durante a oração do Angelus na praça de São Pedro, o pontífice afirmou que acompanha com preocupação as "graves tensões e violência destes dias em Jerusalém".

"Sinto a necessidade de expressar uma forte chamada à moderação e ao diálogo. Eu os convido a que se unam a mim na oração, para que o senhor inspire todos propósitos de reconciliação e paz", declarou o papa.

Em dois dias de violência, quatro palestinos morreram em enfrentamentos com as forças de segurança em Jerusalém Leste e na Cisjordânia e três israelenses foram assassinados por um palestino durante o jantar do Shabat em sua casa de uma colônia israelense em território ocupado. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Jerusalém Israel Cisjordânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.