Papa pede que católicos acolham bem imigrantes muçulmanos

O Papa Bento XVI frisou nesta segunda-feira a importância de o mundo católico estabelecer "relações de mútuo conhecimento e estima" com os imigrantes muçulmanos para "superar preconceitos", e pediu "reciprocidade" no diálogo ecumênico.O bispo de Roma deu as declarações ao receber membros do Pontifício Conselho para a pastoral dos Emigrantes e Itinerantes.É necessário "cultivar um diálogo aberto sobre o problema religioso", disse o pontífice, que acrescentou que a Igreja Católica é cada vez mais consciente de que este diálogo "faz parte de seu compromisso a serviço da humanidade no mundo contemporâneo".Bento XVI reconheceu o esforço que "está sendo feito em muitas comunidades para promover relações de conhecimento mútuo e estima com os imigrantes". Estas relações, disse, são úteis "para superar preconceitos e fechamentos mentais".O pontífice afirmou em que a comunidade cristã deve acolher os imigrantes. "Os fiéis estão chamados a abrir seus braços e seu coração a cada pessoa, de qualquer país, deixando que as autoridades responsáveis pela vida pública estabeleçam as leis consideradas oportunas para uma convivência saudável"."Obviamente, é de se esperar que também os cristãos que emigram para os países de maioria islâmica encontrem o recebimento e o respeito a sua identidade religiosa", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.