Papa promete manter diálogo com outras religiões

O papa Francisco prometeu manter o diálogo "fraterno" da igreja católica com judeus e trabalhar com os muçulmanos para o bem comum.

Agência Estado

20 de março de 2013 | 11h57

Francisco reuniu-se nesta quarta-feira com representantes de doze religiões e tradições que participaram da missa de sua entronização, um dia antes.

A maior parte dos comentários foi dirigida aos grupos cristãos, particularmente os ortodoxos, que foram representados, entre outros, por Bartholomeu I, o primeiro patriarca a comparecer à posse de um papa desde que as igrejas católica e ortodoxa se separaram, quase 1.000 anos atrás.

Dirigindo-se aos seis rabinos presentes, Francisco prometeu continuar o "diálogo fraterno e útil" que acontece desde o Concílio Vaticano II. Ele destacou os muçulmanos em seus comentários, dizendo que quer "aumentar o respeito e a estima" e trabalhar pelo bem comum. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Vaticanopapareligiõesdiálogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.