Papa quer contribuir para diálogo ecumênico

O Papa João Paulo II disse neste domingo que espera que sua visita à Armênia e ao Cazaquiatão contribua para o diálogo ecumênico, considerado uma prioridade para a autoridade. Ele também visitará pequenas comunidades católicas de duas ex-repúblicas da União Soviética, entre os dias 22 e 27 de setembro. "Espero que minha visita contribua para a causa da nova evangelização e para o diálogo ecumênico", afirmou a pregrinos e turistas presentes ao lado de fora de sua residência de verão nos arredores de Roma.Também hoje o Papa comentou os planos para o encontro entre bispos, marcado para o dia 27 de outubro no Vaticano. O pontífice declarou que a reunião - 10ª Assmebléia Geral Ordinária de Bispos - se preocupará em discutir o trabalho pastoral da igreja católica.O Papa, de 81 anos, parecia bem disposto e animado em conversar com a multidão, que o interrompeu vária vezes para cantar uma canção. Em uma das vezes, enquanto ele saudava os peregrinos em diversas línguas, alguém gritou "Argentina". E ele então respondeu, brincando: "Já cumprimentei", para o deleite dos turistas.As informações são da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.