Papa recebe Aziz e pede cooperação com desarmamento

O Papa João Paulo II recebeu o vice-primeiro-ministro do Iraque, Tariq Aziz, em uma audiência que durou 30 minutos, na qual reiterou a oposição do Vaticano a um ataque contra Bagdá e insistiu para que o governo iraquiano demonstre colaboração concreta com o desarmamento. Aziz levou ao Papa uma mensagem pessoal do presidente iraquiano, Saddam Hussein. Após o encontro com a autoridade máxima da Igreja Católica, Aziz reuniu-se com o secretário de Estado e o ministro das Relações Exteriores do Vaticano. Em um breve comunicado, o Vaticano informou que os encontros permitiram uma troca de pontos de vista "sobre o conhecido perigo de uma intervenção militar no Iraque, que levaria mais sofrimento à população já sufocada por anos de embargo. O comunicado ressaltou que Aziz assegurou que o governo iraquiano está disposto a cooperar com os inspetores de armas da ONU.Aziz, que é cristão, pediu a audiência com o Papa, que tem defendido uma solução pacífica para a crise e enviou um representante da Igreja Católica para Bagdá no início desta semana. Apesar da saúde frágil, o Papa tem se envolvido ativamente nos esforços para se evitar uma guerra. Na próxima terça-feira, ele tem um encontro com o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, para discutir a questão do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.