Papa recebe presidente da Colômbia

O papa João Paulo II recebeu hoje em audiência o presidente colombiano, Alvaro Uribe, e lhe assegurou que pede pelo fim da violência na Colômbia em suas orações. "A Colômbia está muito presente em minhas lembranças e minhas orações, quando peço que seu povo caminhe sem desânimo em direção a uma autêntica paz social", disse o pontífice. O papa também pediu para que os colombianos rechacem "qualquer forma de violência" e gerem "novas formas de convivência pelo caminho seguro e firme da Justiça".João Paulo II recebeu Uribe em uma audiência privada de 10 minutos. Depois, reuniu-se por outros cinco minutos com membros da delegação colombiana. Uribe encontra-se em viagem oficial à Europa e já visitou Bruxelas e Roma, onde se reuniu com dirigentes italianos."É hora de sedimentar bases firmes para a reconstrução moral e material de vossa comunidade nacional para o restabelecimento de uma sociedade justa, solidária, responsável e pacífica", disse o papa, que renovou seus votos "por um progresso espiritual e material dos colombianos".DelegaçãoUma delegação de 12 pessoas acompanhou Uribe, que incluiu sua esposa, Lina Moreno; a ministra de Relações Exteriores, Carolina Barco; o ministro do Comércio Exterior, Jorge Humberto Botero; e o alto comissário para a paz, Luis Carlos Restrepo. Uribe pediu ao papa uma bênção especial a Restrepo porque, segundo ele, "tem uma tarefa difícil: deve dialogar com os grupos violentos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.