Papa reza por vítimas do 11/9 e pede resistência ao ódio

O Papa Bento 16 rezou hoje pelas vítimas dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 nos EUA e seus familiares e apelou para que o mundo resista ao que ele chamou de "tentação para o ódio".

AE, Agência Estado

11 Setembro 2011 | 09h36

Bento 16 refletiu sobre o 10º aniversário dos ataques durante observações para fiéis no final de uma missa ao ar livre, em Ancona, uma cidade portuária do Adriático.

"Eu convido os líderes das nações e os homens de boa vontade para recusarem sempre a violência como solução para os problemas, para resistirem à tentação pelo ódio e trabalharem em sociedade, inspirados nos princípios de solidariedade, justiça e paz", declarou o papa.

Ontem, Bento enviou uma mensagem para aos EUA, por meio de uma carta ao arcebispo Timothy Dolan de New York, chefe da conferência dos bispos católicos no país, na qual ele insistiu para que a violência nunca seja realizada em nome de Deus. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
11 de setembro aniversário EUA Papa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.