Andrew Caballero-Reynolds/AFP
Andrew Caballero-Reynolds/AFP

Papa promete responsabilizar culpados por abuso sexual

Em seminário, Francisco afirmou ter se reunido com vítimas e prometeu proteger 'zelosamente' os jovens

O Estado de S. Paulo

27 Setembro 2015 | 10h57

Em seu último dia nos Estados Unidos, o papa Francisco falou sobre abuso sexual clerical e prometeu responsabilizar os que cometeram crimes dessa natureza. 

Falando a cerca de 300 bispos na capela do seminário Charles Borromeo, em Lower Merion, na Pensilvânia, o papa disse ter se reunido com vítimas. Ele afirmou que o abuso sexual não pode mais ser mantido em segredo e prometeu proteger "zelosamente" os jovens. O pontífice disse ainda que todos os que cometeram o crime serão responsabilizados.

Em junho, o papa aprovou a criação de um novo tribunal no Vaticano para processar bispos que falharam em proteger seu rebanho por encobrir padres pedófilos ao invés de denunciá-los à polícia.

Francisco passou a noite no seminário depois de chegar à Filadélfia,no sábado. Ele visita uma prisão neste domingo e, em seguida, celebra missa. Cerca de 1 milhão de pessoas são esperadas para o evento. (Com informações da Dow Jones Newswires).

Mais conteúdo sobre:
papa Francisco EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.