Papa Shenouda III morre no Egito aos 88 anos

O Papa Shenouda III, patriarca da Igreja Ortodoxa Cóptica, que liderou durante 40 anos a minoria cristã do Egito em um período de crescente tensão com os muçulmanos, morreu hoje aos 88 anos.

EDUARDO MAGOSSI, Agência Estado

17 de março de 2012 | 16h07

A agência de notícias MENA disse que Shenouda morreu sábado depois de enfrentar problemas no fígado e pulmão por vários anos. A estação de televisão da Igreja Cóptica transmitiu um retrato do Papa com uma legenda dizendo "A Igreja Cóptica reza para Deus para que ele descanse em paz entre os braços dos santos".

O patriarca, conhecido em arábico como Baba Shenouda, liderava uma das mais antigas igrejas do mundo, fundada por São Marcos, que é reconhecido como o homem que trouxe o cristianismo para o Egito no século I, durante o reinado do Imperador Nero. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Papaigreja ortodoxa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.