Papa vê dificuldades na união com anglicanos

Num encontro em que pairou asombra de profundas divisões a respeito de homossexualidade, opapa João Paulo II advertiu hoje o arcebispo anglicano deCanterbury, Rowan Williams, que "novas e sérias dificuldadesapareceram" para prejudicar os esforços de unificação da IgrejaCatólica e da Anglicana. A visita de Williams, a primeira quefaz ao Vaticano, ocorre em meio à controvérsia criada com adecisão da Igreja Episcopal (anglicana) dos Estados Unidos deeleger seu primeiro bispo declaradamente gay.Nem o papa nem o arcebispo fizeram menção direta ao assunto,mas ficou claro que João Paulo II estava se referindo a isso quando se reuniram durante cerca de 10 minutos emaudiência particular na biblioteca papal."Assim como agradecemos pelo progresso já alcançado, tambémtemos de reconhecer que novas e sérias dificuldades surgiram nocaminho da unidade", disse o papa. "Essas dificuldades não sãoapenas de natureza disciplinar; algumas afetam questõesessenciais de fé e moral", acrescentou.O encontro teve breve duração por causa da saúde do papa, quese mostrava cansado, estava visivelmente trêmulo e tevedificuldades para ler seu discurso de duas páginas em inglês aoarcebispo.João Paulo II ressaltou a importância de "escutar a voz deCristo tal como nos chega pelo Evangelho", em especial numaconjuntura de "crescente secularização do mundo", motivo peloqual "a Igreja deve garantir que o depósito da fé sejaproclamado em sua integridade e preservado de interpretaçõeserrôneas".Williams, ciente da posição do Vaticano, concentrado emesforços para superar as divisões teológicas existentes háquatro séculos entre as duas igrejas, fez um discurso menosdireto, mas disse: "Estou contente de reafirmar meu compromissocom a inteira e visível unidade da Igreja de Cristo."Depois da leitura dos discursos, Williams deu ao papa umlivro consagrado à história da comunidade anglicana e uma cruzde Canterbury de ouro, que João Paulo II beijou.O papa, por sua vez, ofereceu ao arcebispo um baixo-relevo debronze que traz uma reprodução da Última Ceia e um crucifixo deprata, do mesmo modelo do que vai dar a todos os cardeais ebispos que participarem das celebrações do 25º aniversário doseu pontificado, no dia 18.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.