Papa viajará a Sarajevo para estimular 'fraternidade e paz'

O papa Francisco visitará no dia 6 de junho a cidade de Sarajevo, capital da Bósnia-Herzegovina, na esperança de impulsionar os esforços na direção de uma fraternidade no país. A Bósnia ainda é afetada pela guerra, que ocorreu entre 1992 e 1995, matando 100 mil pessoas. As acusações contra suspeitos de crimes de guerra ainda estão em andamento.

Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2015 | 10h41

O papa Francisco anunciou a viagem durante pronunciamento para dezenas de milhares de fiéis, que se reuniram neste domingo na praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano, para sua bênção semanal. Ele pediu orações para sua visita de um dia que encorajará a pequena população católica da Bósnia, além de "dar origem ao desenvolvimento do bem e contribuir para a consolidação da fraternidade e da paz".

Milhares de pessoas, incluindo bósnios muçulmanos e croatas católicos, foram mortos ou levados para campos de concentração durante os esforços sérvios em 1992 de expulsar os não sérvios da região. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PapaVisitaBósnia-Herzegovina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.