Paquistanês é preso com restos de explosivos no Chile

Um cidadão paquistanês foi detido na Embaixada dos Estados Unidos no Chile, após terem sido detectados resíduos de explosivos em seu corpo, confirmou nesta terça-feira um porta-voz do Departamento de Estado do governo americano. O paquistanês Mohammed Saif-ur-Rehman Khan foi detido na tarde de ontem, quando foi à embaixada para ser informado de que seu visto de entrada nos EUA havia sido revogado pelas autoridades.

AE-AP, Agência Estado

11 Maio 2010 | 20h33

"Durante os procedimentos de segurança, foram detectados alguns resíduos de explosivos" no corpo de Khan, disse o embaixador dos EUA no Chile, Paul Simon. Khan teve prisão provisória decretada pela Justiça chilena por cinco dias, enquanto as autoridades chilenas investigam se o paquistanês está vinculado a alguma atividade terrorista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.