Paquistaneses protestam contra o bombardeio americano

Milhares de pessoas convocadas por uma coalizão islâmica se manifestaram nesta sexta-feira contra o bombardeio dos EUA a uma aldeia paquistanesa, onde, supostamente, se encontravam dirigentes da Al-Qaeda.Os manifestantes carregavam placas que traziam os dizeres "Morra Estados Unidos" e "A Jihad (guerra santa) é o nosso caminho", queimando um boneco do presidente George W. Bush.Além do ato em Peshawar, no noroeste do país, se realizarão outros em Lahore e no vilarejo fronteiriço de Wana.As manifestações foram organizadas por Mutahida Majlis-e-Amal, do Fórum de Ação Humanitária, uma aliança religiosa de seis partidos que se opõem à ajuda paquistanesa oferecida aos americanos contra a sua guerra anti-terrorista. Em Wana, na região tribal de Waziristão do Sul, cenário de cruéis operações antiterroristas do exército paquistanês, mais de mil pessoas marcharam pelas ruas.Shahid Shamsi, o porta-voz da coalizão, disse que esta exige a retirada dos soldados americanos que participam das tarefas de ajudar as vítimas do terremoto no norte do país, e os acusa de espionagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.