Paquistão: 3 mortos em ataques a equipes de vacinação

Três pessoas morreram em ataques a agentes de saúde responsáveis pela imunização contra a poliomielite no noroeste do Paquistão nesta sexta-feira, informaram autoridades locais.

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2013 | 14h01

No primeiro ataque, dois policiais morreram quando seguiam para a cidade de Swabi, 100 quilômetros a nordeste de Peshawar, onde deveriam proteger uma equipe de vacinação.

Horas depois, homens armados executaram um agente de saúde que voltava para casa depois de imunizar crianças em Jamrud, na periferia de Peshawar, maior cidade da região.

Os autores dos dois ataques fugiram. Até o momento, nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelos ataques. Ao longo do último ano, porém, radicais islâmicos mataram mais de uma dezena de agentes de saúde e policiais destacados para protegê-los.

Os extremistas acusam os agentes de saúde de espionarem para os Estados Unidos e dizem que a vacina contra a pólio tem como objetivo esterilizar as crianças muçulmanas.

O Paquistão é um dos únicos três países do mundo onde a poliomielite ainda é endêmica. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.