Paquistão acusa EUA por suposto ataque de mísseis

Duas autoridades paquistanesas de inteligência afirmaram que um suposto ataque de mísseis dos Estados Unidos matou cinco pessoas no Noroeste do país, próximo à fronteira com o Afeganistão. Os oficiais disseram que dois mísseis atingiram uma casa neste domingo no vilarejo de Naurak, no Norte de Waziristan, uma área dominada por grupos militantes acusados de lançar ataques contra as forças norte-americanas ao longo da divisa com o Afeganistão.

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2010 | 10h11

Segundo os oficiais, que pediram anonimato, a Agência de Inteligência Central (CIA) dos Estados Unidos teria jogado mísseis em casas, abrigos e centros de treinamento na região, depois de uma bomba ter matado sete de seus funcionários, no ano passado, no Afeganistão. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPaquistãoAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.