Paquistão acusa Índia por suposta violação aérea

O Paquistão convocou um enviado indiano para realizar uma reclamação formal hoje por supostas violações de seu espaço aéreo. O Paquistão divulgou anteriormente que as duas violações separadas ocorreram no sábado, na região da cidade de Lahore, no leste do país, e na área da Caxemira controlada pelos paquistaneses. Isso violaria um acordo bilateral de 1991. Autoridades indianas disseram que analisariam a reclamação, mas negaram acusações similares anteriormente.Ao mesmo tempo, Islamabad trabalha para reduzir as tensões após os ataques de Mumbai, no mês passado, que mataram mais de 170 pessoas, atribuídos pelo governo da Índia a "elementos no Paquistão". Porém, se estava antes na defensiva, após os ataques à capital comercial da Índia, Islamabad parece tomar uma rota mais dura. Ontem, eles ampliaram as exigências para que a Índia entregue provas a fim de apoiar as acusações de que um grupo militante paquistanês, o Lashkar-e-Taiba, está por trás da violência em Mumbai.Hoje, milhares de ativistas ligados ao Jamaat-e-Islami, um grupo islâmico linha-dura, protestaram contra os ataques com mísseis atribuídos aos Estados Unidos no território paquistanês e contra o uso de rotas do país para se enviar suprimentos às tropas estrangeiras no Afeganistão.Os manifestantes passaram por uma importante rodovia de Peshawar, no nordeste do país. Eles também criticaram as ofensivas das forças paquistanesas contra insurgentes da Al-Qaeda e do Taleban na região fronteiriça com o Afeganistão.Esporte - A Índia cancelou uma excursão de jogadores de críquete para o Paquistão. O esporte é bastante popular nos dois países e a medida é mais uma sinal do esfriamento do processo de paz entre eles. A excursão dos atletas estava prevista para janeiro.

AE, Agencia Estado

18 de dezembro de 2008 | 13h00

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoÍndiaviolação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.