Paquistão anuncia morte de 11 membros do Taleban

País empreende ofensiva em região tida como 'sántuário de extremsitas', na fronteira afegã

AP,

26 de outubro de 2008 | 09h56

Tropas paquistanesas deram combate a extremistas do Taleban em várias batalhas no noroeste do país neste domingo, matando 11 em um reduto de rebeldes junto à fronteira afegã, disseram autoridades.   O segundo principal representante do governo em Bajur, Jamil Khan, disse que oito combatentes morreram e vários outros ficaram feridos quando helicópteros e artilharia bombardearam diversas áreas pela manhã.   Outros três rebeldes morreram numa troca de tiros em posto de segurança em Tang Khata, uma vila que supostamente estaria sob o controle das forças de segurança do governo, disse Khan. Ele afirmou que as tropas oficiais não sofreram baixas em nenhuma das batalhas.   Autoridades dos EUA têm elogiado a ofensiva de dois meses conduzida na região de Bajur, uma área governada por conselhos tribais e tida como um possível esconderijo de Osama bin Laden e do número dois da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahri.   O exército paquistanês lançou a ofensiva depois que as autoridades do país declararam a região um "grande santuário" de extremsitas da Al-Qaeda e do Taleban, que teriam montado um mini-Estado no local.

Tudo o que sabemos sobre:
paquistãotalebanal-qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.