Stringer/EFE/EPA
Stringer/EFE/EPA

Paquistão anuncia negociações de paz com braço nacional do Taleban

Conversas estariam acontecendo há um mês; detalhes não foram revelados, mas premiê fala em 'reconciliação'

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2021 | 13h31

ISLAMABAD - O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, anunciou nesta sexta-feira, 1, que o país está envolvido em negociações de paz com o TTP (Tehreek-e-Taliban Pakistan), ramo paquistanês do Taleban.

"Penso que dentro do TTP há grupos abertos às conversações de paz e à reconciliação com nosso governo. E estamos conversando com estes grupos", declarou ao canal de televisão turco TRT.

O ministro paquistanês da Informação, Fawad Chaudhry, confirmou as negociações, mas não revelou detalhes. Esta é a primeira negociação entre governo e TTP desde 2014.

Ideologicamente próximo do movimento afegão, o TTP começou a promover atos violentos em 2007. Desde então, milhares de civis e de membros das forças de segurança paquistanesas morreram em ataques reivindicados pelo movimento islamita.

Uma fonte do TTP confirmou à Agência France-Presse a existência das negociações, que começaram há um mês e ainda não chegaram a nenhuma conclusão.

O Paquistão, acusado pelo governo dos Estados Unidos de ter apoiado a partir de 2001 os Taleban afegãos por meio de seus serviços de inteligência militar, ainda não reconheceu o novo regime de Cabul, apesar de ter sido um dos três países do mundo a reconhecer o governo taleban que administrou o Afeganistão entre 1996 e 2001.

A vice-secretária de Estado americana, Wendy Sherman, viajará ao Paquistão na próxima semana e terá reuniões com autoridades do governo com o objetivo de criar uma "associação forte de contraterrorismo". /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.