Paquistão apreende quase 1t de heroína e ópio afegãos

Em um forte indício de que o Afeganistão está produzindo grande quantidade de heroína, a polícia antidrogas do Paquistão apreendeu quase uma tonelada de drogas provenientes do país vizinho, informaram funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU). Sob condição de anonimato, os funcionários da instituição disseram que a apreensão foi feita terça-feira na província de Baluchistão, no sudoeste do Paquistão. No total, foram 630 quilos de heroína e 250 quilos de morfina. "Esta parece ser a primeira apreensão de grande quantidade de heroína proveniente do Afeganistão", dizia um dos funcionários. Segundo ele, isto sugere que ainda mais drogas podem estar sendo produzidas no país. A polícia paquistanesa informou ter prendido 20 traficantes. Oficiais recusaram-se a fornecer mais informações e disseram que investigações sobre o caso já estavam sendo conduzidas. Até poucos anos atrás, o Afeganistão era o principal produtor mundial de ópio, que se transforma em heroína quando refinado. Mas uma proibição imposta pelo Taleban quase erradicou as plantações do país.

Agencia Estado,

09 Janeiro 2002 | 15h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.