Paquistão aumenta em 10 vezes recompensa por líder talebã

Maulana Fazlullah seria o arquiteto da insurgência no vale Swat que já dura dois anos.

BBC Brasil, BBC

29 de maio de 2009 | 16h42

O Paquistão anunciou nesta sexta-feira que aumentou em mais de 10 vezes a recompensa pelo chefe do Talebã na região tribal do Vale do Swat, perto da fronteira afegã.

O governo do país prometeu pagar US$ 600 mil pelo clérigo Maulana Fazlullah, vivo ou morto.

Outros 21 líderes do grupo também estão com a cabeça a prêmio.

O chefe do Talebã no Paquistão, Baitullah Mehsud, já tinha uma recompensa de US$ 5 milhões.

Ataques

Analistas dizem que Maulana Fazlullah é o arquiteto da insurgência no vale do Swat, que já dura dois anos.

O Exército paquistanês vem aumentando desde a semana passada a intensidade da operação contra o Talebã na região. Segundo os militares do país, 28 militantes teriam sido mortos nas últimas 24 horas.

Na quarta-feira, pelo menos 24 pessoas morreram em um ataque a alvos militares na cidade de Lahore. O Talebã assumiu a autoria do ocorrido, dizendo ser represália contra as operações em Swat e prometeu novos ataques.

Na quinta-feira, pelo menos 10 pessoas foram mortas em ataques na cidade de Peshawar. Depois do ocorrido, o governo local proibiu aglomerações públicas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.