Paquistão autoriza visita da CIA ao complexo de Bin Laden

Equipe da inteligência americana quer procurar documentos escondidos pelo terrorista

estadão.com.br

26 de maio de 2011 | 20h45

WASHINGTON - O governo do Paquistão permitiu que uma equipe de especialistas da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA, na sigla em inglês), visite o complexo onde ex-líder da Al-Qaeda Osama bin Laden foi morto no início do mês para procurar documentos escondidos, informou nesta quinta-feira, 26, uma fonte de Washington ao canal CNN.

 

Veja também:

especialAs franquias da Al-Qaeda

especialA trajetória de Osama bin Laden

especialPasso a passo da caçada a Bin Laden

 

A equipe vai "reunir todo o tipo de informação adicional que encontrar", afirmou a fonte. Durante a operação que matou Bin Laden, os militares americanos conseguiram recuperar uma série de documentos e computadores que continham informações importantes sobre planos futuros da rede terrorista, e a CIA quer retornar para ver se ainda há algo a ser encontrado.

 

A equipe de agentes que deve ir a Abbottabad também quer analisar todo o complexo para colher informações sobre o modo como o saudita vivia e se protegia.

 

De acordo com a fonte, que pediu para não ser identificada por não estar autorizada a falar sobre o assunto, o acordo para a visita da equipe da CIA foi fechado entre o governo paquistanês e o vice-diretor da agência, Michael Morell, alguns dias atrás. Ela não informou quando a operação deve ocorrer e nem quantas viagens estão planejadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.