Paquistão confirma primeiro caso de morte por gripe aviária

A morte ocorreu em uma fazenda onde também foram contagiados três irmãos da vítima

EFE,

16 de dezembro de 2007 | 04h18

O Ministério da Saúde paquistanês confirmou a primeira morte por gripe aviária no Paquistão e outros seis casos de pessoas infectadas, segundo informa neste domingo, 16, a emissora "Geo TV". A morte ocorreu em uma fazenda do noroeste do Paquistão, onde também foram contagiados três irmãos da vítima que se dedicavam ao sacrifício de frangos infectados. "Cinco pessoas se recuperaram perfeitamente. Um dos casos confirmados morreu no hospital", disse o porta-voz do Ministério, Mazhar Nisar. Nisar assegurou que um dos irmãos da vítima também morreu, mas as autoridades não puderam submetê-lo a exames de gripe aviária para determinar a causa da morte. Duas equipes de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) chegarão neste domingo ao Paquistão para avaliar a situação e determinar se existem vínculos epidemiológicos entre os diferentes casos. Como vários dos infectados eram parentes, existe a preocupação de que a infecção da cepa H5N1 possa ser transmitida de humano a humano. Segundo o jornal paquistanês "Dawn", pelo menos um dos doentes não tinha contato com as aves infectadas.

Tudo o que sabemos sobre:
mortegripe aviáriaH5N1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.